Compartilhar o link por e-mail
Nem todos os campos necessários foram preenchidos
enviar email
bürkert
 

Condutividade, indutiva

Uma célula de condutividade indutiva consiste de duas bobinas:  a bobina de transmissão e a bobina receptora.

As bobinas são integradas numa capsula . Um furo é usinado nesta cápsula e a bobina alojada no mesmo. O fluido é colocado em contato com a cápsula e também a bobina. Uma  tensão de corrente senoidal  alternada é aplicada à bobina trasmissora. Isto produz uma corrente no fluido, proporcional à  sua condutividade. Esta corrente por seu lado gera uma tensão na bobina receptora. Pela medição desta voltagem e conhecendo-se a constante da célula, é possível determinar a condutividade. O sensor de  temperatura é integrado para efetuar a compensação de temperatura.

Princípio de medição da condutividade indutiva 

Minha Lista de Comparação